terça-feira, 28 de julho de 2009

Os poetas do meu país



Não sei falar deles.
Não sei que dizer de tantos.
Só sei que alguns vivem comigo.
Felizmente.


E vos deixo, hoje, com o meu amigo José Fanha que vive a poesia, a declamação e o gostar de estar com as palavras.



2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Os poetas andam por aí!
    São a liberdade do ser,
    a certeza do viver
    a pulsar, a chamar.
    São a voz e o olhar
    que não se pode calar,
    passar sem mostrar e vibrar,
    questionar,
    representar.
    Eles são as palavras, o sonho, a esperança,
    o som, a música, a dança;
    a cor, a forma, a mudança,
    a ilusão, o pão e a mão,
    sim e não!
    Os poetas do meu país andam por aí...
    Eles são a raiz!
    Sem matriz!

    ResponderEliminar